Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2014

INSANIDADE

Senhor, onde estás que não te encontro em meio às disputas de interesses e poder, onde te escondes embuçado aos céus, que entre nós nem a tua bendita sombra pode ser vista, muito menos sentida? Escrevo sobre as rosas e as belezas que enxergo como válvula de escape das pressões e agressões que mesmo que não estejam sendo dirigidas a mim, me atingem como golpes desnecessários, que enfraquecem e tiram o brilho das esperanças que cultivo avidamente, por acreditar que podemos como seres humanos racionais, nos tornarmos mais humanos, menos brutais em nossos relacionamentos e proposições pessoais. Como loucos selvagens, nos prendemos a falsas verdades que nos consomem, flagelando nossas mentes e físicos e nos induzindo a acreditar que lutamos um bom combate, quando na realidade, estamos nos perdendo em uma profusão de sentimentos inadequados, que tiram de nós a lógica da isenta avaliação. Senhor dos desgraçados, dizei-me se é verdade ou se é mentira, tanto horror, senhor, perante os céus! O mes…

MENINAS PRINCESAS

Neste mês de Julho, fui agraciada com inúmeras rosas, hoje mesmo, pude contar nove desabrochadas e mais quatro botões. Seus perfumes invadem a casa, principalmente a sala onde escrevo, bastando abrir a janela, para já sentir o aroma suave e adocicado de minhas meninas princesas, pois é assim que as chamo. Como não ser feliz com tantos presentes a cada dia, seja verão, outono ou primavera? Imaginem então, no inverno!!!! Olho para o céu e lá está o sol ainda fraquinho, mas como sempre esplendoroso e penso que, afinal, estou viva e isto me basta, pois com esta prerrogativa posso tudo que me convém, inclusive e principalmente, tentar a cada instante, não esquecer que a vida é passageira e que de um momento para o outro, posso simplesmente desligar, fechando meus olhos e meus sentidos ao tangível, portanto, não perco meu precioso tempo, avistando sem enxergar as maravilhas que a vida generosamente me oferece. Respiro fundo e sorvo este perfume que minha arrogância crê que só a mim pertenc…

PARA MEUS AMIGOS

Falem dos lírios, das rosas e das margaridas Enquanto, eu as sinto em seus breves momentos Cante-as em músicas, versos e prosas Enquanto suas seivas, eu sorvo para mim, pensando em nós. Boa noite com um beijinho no coração.

ENTRE UMA E OUTRA

Esta visão de que apenas somos visitantes neste mundo tão fantástico me foi repassada ainda criança, assim como o hábito de observar a vida na simplicidade esplêndida de suas formas e maneirismos. Como visitante deveríamos honrar os donos da casa, cuidando a cada instante de não sermos invasivos, mas sempre o fomos e somos em todos os aspectos que nos seja possível imaginar e, em seguida, criar ou, tão somente, repetindo como papagaios ensaiados os hábitos e costumes que são chamados de progresso ou contemporaneidade ou o que é pior, cultura. Neste dilúvio ininterrupto, nadamos com todas as nossas forças contra as correntezas de uma natureza que, poderosa, luta tentando desesperadamente sobreviver, e neste ponto ficamos parecidos, pois também mesmo que inconscientemente, a cada instante, na maioria das vezes, nada mais fazemos além de ficarmos com nossas cabeças fora do volume d’água, única e exclusivamente para também sobrevivermos aos não só, contra ataques da dona da casa sofredora, …

UM SIMPLES "INSPIRAR"

Olho a para o jardim através da janela e lá estão elas, exuberantes e certamente perfumadas, as minhas rosas cor de rosas e, imediatamente, penso que ao surgirem no inverno, mesmo sob uma chuva intermitente, querem nos dizer algo. Então, permaneço olhando na esperança de também ouvi-las como já fiz tantas e tantas vezes, sendo agraciada com a suavidade de suas vozes que adentravam em mim em forma de inspiração, que absorvi inebriada e transformei em poemas, crônicas ou, tão somente, ensinamentos, que ao longo do tempo foi me servindo de bom mestre, poderoso guia. E foi seguindo esta linha de pensamento desde ainda apenas uma menina, que fui aprendendo a respeitar a natureza, fazendo dela minha parceira, amiga inseparável por enxergar nela a vida, começando pelo invisível ar que me nutria. Penso então que de nada valem as propagandas indutivas de busca e proteção ambiental, se às nossas crianças não forem oferecidas a simples compreensão da vida, através de um simples inspirar. Que neste s…

INGRATIDÃO E A BUSCA DO "PODER"

Geralmente, escrevo nas madrugadas entre o silêncio inspirador e a profusão de pensamentos que me oferecem subsídios, mas hoje, contrariando o meu cansaço por já ser quinta-feira, depois de um dia estafante como o de ontem em Salvador, sinto-me impulsionada a escrever sobre os homens e as mulheres com os quais convivi antes e depois de alcançarem o poder, fosse público ou privado. 
Também conheci os que pelo simples fato de nascerem em determinadas famílias, já se encontravam a meio passo do poder, assim como também convivi com alguns que perderam o poder, poucos na realidade, pois esse osso, depois de conseguido, ninguém quer largar e tem gente que faz de tudo para não perdê-lo, assim com tem gente que, de tão despreparado, sequer percebe que o tem.
Coisa de louco!!!!!
Penso então, que já vivi situações que eu diria serem mais que interessantes, afinal, se com todos aprendi um pouco, certamente com alguns recebi diploma, pelo intensivo aprendizado que com certeza foi me ajudando ao long…

TRIBUTO A UMA DEUSA

Era Natal e findava o ano de 1962, e eu completara 12 anos. Naquela época, meninas desta idade, ainda brincavam de boneca e obedeciam aos pais, pediam a benção aos tios e avós e respeitavam os professores. Hábitos antigos que a modernidade apagou, matando a ingenuidade da infância e destruindo de forma cruel toda uma adolescência que, a partir daí, passou a extremar seus conflitos, atropelando uma etapa de buscas interiores, tão necessária para o fortalecimento da trajetória que vem à seguir. E foi nesta época, do rabo de cavalo e das meias soquetes que dela, a “Deusa”, ganhei um lindo e fofo bebê de borracha da “ESTRELA” que me era possível alimentar por um orifício na boquinha e a trocar fraldas, pois havia um caninho interno. Novidade fantástica que me seduziu e que durou 50 anos, pois somente aos doze anos, minha filha Anna Paula, ofereceu a uma criança, que pelo bebê se encantou. A “Deusa” chamava-se Hilda Roxo, era minha tia, irmã de meu pai e eu a amava, pela sua beleza deslumbra…

A FORÇA DO CONTRADITÓRIO

São quase cinco horas da manhã e já estou sentadinha diante de meu computador pensando e escrevendo, justo sobre as mulheres, estas criaturas maravilhosas que já encontraram os seus espaços sistêmicos, mas ainda precisam lutar a cada instante, para ocupá-los. Como mulher me sinto absolutamente à vontade, afinal, sofro na pele todas as dificuldades de trânsito físico e emocional neste sistema ainda sobre o domínio e custódia do homem que até se mostra generoso, abrindo espaço aqui e acolá, mas que preocupado com a proteção de seus territórios, mantém controle ferrenho, limitando de uma forma ou de outra, tudo quanto possa lhe parecer perigoso ao seu próprio domínio. AFF!!!! Como é cansativo e desgastante para nós mulheres vivenciarmos este duelo camuflado de mil maneiras, onde nos fazemos de tolas, compreensivas e magnânimas, pois compreendemos serem os únicos caminhos por onde podemos ir avançando lenta, mas seguras, em prol de um direito que nos garanta direitos. Que coisa, hein!!!! Som…

A LUA E EU

A lua estava fantástica e tentar descrevê-la seria uma violação à sua perfeição, e pensando nisso, sentei-me na varanda em uma cadeira de balanço e me permiti apreciá-la com os olhos fascinados com tanta expressiva beleza.             Sua luz era tão intensa que eu podia enxergar todo o jardim, que sem se fazer de rogado recebia toda aquela luz e se exibia para mim, principalmente a mangueira que parcialmente florida, se fazia majestosa.             Descrevê-la nunca, mas senti-la foi inevitável, assim como pensar no quanto eu estava me sentindo privilegiada, afinal, viva eu estava para contemplar toda aquela maravilha e ainda poder sentir os perfumes que o orvalho extraia de cada planta ou flor, fazendo a terra se perfumar e, é claro, exalar só para mim o seu extrato de vida.             Por alguns segundos, fecho os olhos e sinto Deus tão próximo que creio poder tocá-lo com toda a sensibilidade com a qual me sinto abastecida.             E ao pensar em Deus, toco na vida atr…

REFLEXÃO

OBS: O texto abaixo foi recebido através whatsap " Isso representa mais que um simples jogo! Representa a vitória da competência sobre a malandragem! Serve de exemplo para gerações de crianças que saberão que pra vencer na vida tem-se que ralar, treinar, estudar! Acabar com essa história de jeitinho malandro do brasileiro, que ganha jogo com seu gingado, ganha dinheiro sem ser suado, vira presidente sem ter estudado! O grande legado desta copa é o exemplo para gerações do futuro! Que um país é feito por uma população honesta, trabalhadora, e não por uma população transformada em parasita por um governo que nos ensina a receber o alimento na boca e não a lutar para obtê-lo! A Alemanha ganha com maestria e merecimento! Que nos sirva de lição! Pátria amada Brasil tem que ser amada todos os dias, no nosso trabalho, no nosso estudo, na nossa honestidade! Amar a pátria em um jogo de futebol e no outro dia roubar o país num ato de corrupção, seja ele qual for, furando uma fila, sonegan…

CONVERSA ENTRE AMIGAS

Joanna Passos
Há 42 anos essa Deusa se despedia de nós...A dor que sentimos foi tanta, tanta, que a dor de hoje faz parecer alegria em relação a sua perda. Chico Xavier morreu em plena festa de campeonato e fomos avisados.... Tivemos nossos 30 minutos de felicidade. Sobe Hilda, Perder um ente querido, é muito ruim..... Nada mais faz sentido em nossa vida! Nós que ficamos aqui, tentamos levar o barco como der
r.... Hilda Roxo.. em 1970, assistimos a vitoria do TRI em camboinhas, e sabíamos que seria o TRI..... hoje, 42 anos depois, não temos mais nada!!! Nem um aviso, nenhum consolo, nenhuma esperança de comunicação... só destruição.... morte prematura de nossas ilusões, invencionismos.... e nenhum agradecimento à Ti...Hilda Roxo amada. Mesmo que Tua Casa seja derrubada, mesmo que tua memoria seja maculada , mesmo que nosso Templo amado seja vendido, roubado, abandonado , destruido, Tu continuarás em nosso pensamento, grudada nas arterias , escondida no meio de nossos musculos, onde ning…

RÁDIO TUPINAMBÁ FM _MUITOS AGRADECIMENTOS

A RÁDIO TUPINAMBÁ FM, nestes dois anos e nove meses de retorno das suas atividades comunitárias em Itaparica, veio conquistando milhares de ouvintes ao adentrar respeitosamente através das suas ondas sonoras nos afazeres e lazeres itaparicanos.             Hoje, somos uma realidade que se esforça a cada dia no sentido de intensificar uma integração participativa, induzindo através da nossa programação uma convivência  mais respeitosa, um despertamento educacional de posturas e intenções que resultem em uma parceria saudável entre o público e o privado para que o interesse da busca e do aperfeiçoamento do bem comum deixe de ser apenas retórica e passe a fazer parte do cotidiano de cada criatura que aqui na cidade nasceu ou escolheu viver.             Jamais o fundador, seus associados, diretores e funcionários tiveram como objetivo outro senão abraçar causas que beneficiassem a coletividade e, portanto, buscou-se a cada instante voluntários amigos e apaixonados por esta terra…

POR QUE ME SINTO TÃO CANSADA?

Reconheço que não é nada fácil, ser original e verdadeiro, principalmente nos dias atuais em que expressar com transparência modos de pensar pode dar cadeia, processo e até morte, afinal, ser politicamente correto é a tônica maior, assim como ser individualista, deixou de ser uma inerência da sobrevivência humana para se tornar o foco alimentador de sentimentos e emoções a nortear todo o estereótipo existencial das pessoas. Cruz credo, às vezes fico tão desanimada, mas logo reajo, pois creio que até o desânimo é estimulador contra a inércia da acomodação que camufla as intenções de nossas mentes fugidias da responsabilidade constante à nos cobrar que somos os únicos responsáveis por nós mesmos e, portanto, não nos é dado o direito de cometer erros, e expressar nossos sentimentos é um ato de risco pelo qual não estamos devidamente preparados, já que nele estão embutidos os “cojónes” para o enfrentamento das naturais consequências. Então, vamos camuflar, não é mesmo? Camufla-se desde o bo…

PRA DEUS E RAIMUNDINHO

Neste instantes, o Hino Nacional acabou de ser cantado nos arrancando lágrimas de emoção e a bola começou a rolar no Castelão e eu, só penso nos pedidos que preciso formular, primeiro a “Deus” e depois ao “Professor Raimundinho”, nosso secretário e candidato a “Papa da educação” da educação de nossa querida Itaparica . A “Deus” para que dê uma mãozinha nesta decisiva partida, pelo menos 2x1, para que nossos adversários também sintam o gostinho de fazerem um gol contra o nosso Brasil varonil, amado por todos nós. Depois ao Raimundinho para que ele instaure no cotidiano de nossas unidades escolares, a formação da fila de acesso às salas de aula e aí...  GOOLLLLLL de Thiago Silva ... Isto é demais minha gente.!!!!!! Bem depois da formação da fila, o cantar do Hino Nacional, que, afinal, é a forma mais simples, direta e profundamente formadora do sentido de civismo e amor a terra em que se nasceu, assim como induz à disciplina, mola mestra de qualquer sucesso futuro de nossas crianças. Que a e…

SEM PRESSA

São cinco e sete desta manhã de sexta- feira de julho e o céu ainda está escurinho, pois o dia com a preguiça que o inverno provoca, assim como nós, sente um friozinho gostoso e não tem a menor pressa em começar a sua labuta diária. Olho através da janela e nada posso enxergar, apenas ouço a certa distância, os latidos de alguns cães, assim como alguns grilos que insistentes, cantam e esticam a noite envolta de si mesmos. O som do canto de um galo se faz presente e é claro, lembro-me imediatamente das roças por onde andei e sorrio, afinal, que vida rica meu Deus!!!! Meus cachorrinhos impacientes arranham a porta, pedindo para entrar e penso então, que o dia está de verdade amanhecendo, mesmo que meus olhos não enxerguem, mesmo que a pressa em vê-lo surgir seja maior que a minha  paciência em saber esperar. Volto o meu olhar para o meu interior, buscando filmes de dias e anos já vividos, tentando recordar das pressas, das ansiedades e das enormes perdas de tempo. Por não saber esperar, não…

MENSAGEM DE AMOR

Às luzes seguiram-se os sons e tu, cá estavas esperando e nada te passou despercebido. Cheguei à velocidade do vento, na agitação do mar, e na intensidade da vida. Fizeste de mim uma inspiração, colheste de mim todas as ilusões e plantaste em mim, a tua sempre sedução. Segui sons e luzes e tu, cá estavas surpreendentemente, lúcida e acordada como a me esperar. Tornei-me mar, fazendo de mim, vibrações e me transformando em sons, tão somente para te encontrar num único embalo de amor e paz. E neste colóquio de bendita harmonia, nos tornamos únicos, mais fortes, bem mais resistentes. Hoje é quarta-feira, 02 de julho, a Bahia está em festa e o nosso coração também.
Para você que me lê, um dia de mares e ventos de luz e sorrisos. Beijos, Regina Carvalho.

Será de ti?

Socorro, que dor que destrói as forças, limita a respiração, apaga a mente, levando-me aos mais absurdos gemidos interiores. Por quê? Por que não consegui encontrar a paz? Será que não soube busca-la? Será que optei pelos trajetos errôneos? Será que fui fraco e decidi sempre pela segurança da omissão pessoal? Será, será? Por que foi? Por que até neste instante em que o universo já me abriga e abraça de forma real, porque nele já não posso afirmar não estar inserido, ainda sinto as dores do mundo que há muito deixe i para trás? Será tão forte, parte de mim que por onde eu for, seja quando for, carregarei comigo as marcas de uma experiência ou de mil experiências que não consegui delas extrair aprendizado? Será que através de ti, serei capaz de livrar-me desta dor, copiando-te nesta caminhada de absoluta doação de amor e compreensão pelas lacunas que muitas vezes te foi oferecida ao invés de amparo e carinho? Será através de ti que encontrarei o alívio pelas minhas dores d’alma que já não enfr…