Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2009

APENAS, UM BOM DIA...

foto: lh4.ggpht.com

Circulo pelas ruas de Itaparica, como se estivesse em alamedas de meu próprio quintal, onde tudo me é absolutamente familiar, proporcionando-me uma segurança em forma de paz.

Sinto em todos os rostos cordialidade, e isto não é comum.

Penso , então, no quanto somos responsáveis por nossas posturas e no quanto, estas, são condutoras de mensagens harmoniosas que retornam em manifestações do alheio em nossos cotidianos. Exercitar a cada instante um dar e receber com mais suavidade é antes de tudo um ato de amor a nós mesmos, que transforma o esclusivismo em sentimento bendito, pois cuidando permanentemente de nós mesmos, egoisticamente não abrindo mão de um constante bem estar em qualquer atividade em que nos encontremos, é estar também a cada instante preservando o tudo do todo no qual nos encontramos inseridos.

E nesta prá lá de prazerosa rotina, podemos então circular em qualquer esfera, encontrando de forma totalmente natural a cortesia, mesmo daqueles com os quais dis…

Reconhecendo o medo...

A criatura humana é uma máquina perfeita, uma ciência exata, onde não residem erros de cálculos, tão somente responde aos estímulos que reserva em si, extraidos do tudo no qual se encontra inserida.

Assim, combater o medo é questão prioritária, já que esta emoção direciona de forma cruel a criatura a confundir-se nas informações recebidas, transformando-as em nutrientes inadequados no instante em que são absorvidos e, desse modo, estimulando por todo o tempo a formação de chagas emocionais, já que o recebido, armazenado e distribuído não condiz com as necessidades "daquela" criatura, levando-a, então, a enxergar, sentir e doar o que não lhe pertence, deixando-a sempre com uma sensação de vazio, tristeza e, principalmente, impotência.

Nada, absolutamente nada, é capaz de preencher este vazio. Em casos extremos, a depressão gerada pela ansiedade oriunda do medo, é capaz de levar a óbito ou a formação de sérias patologias emocionais, como : a esquizofrenia social, a síndrome do p…

Quem sou e o que faço...

foto: blufiles.storage.live.com

Desde os doze anos, quando então tenho lembranças, observo tudo ao meu redor ávida em absorver conhecimentos mais profundos, como se apenas o aparente não fôsse suficiente. Alguns questionamentos fizeram e fazem parte de meu possível entendimento em relação a qualquer coisa, já que absolutamente tudo para mim possui uma lógica, onde o óbvio é apenas uma capa de proteção mais que individual que mantem as pessoas com a sensação de entendimento sem que estas adentrem em reais fatos, o que faz lógica em suas mentes viciadas em tão somente circularem pelas periferias em seus momentos instantâneos de convivência, seja com o que for.

Na realidade não sei explicar exatamente como e porquê minha mente desenvolveu este hábito, ou se já nasci assim, apenas constato a minha realidade que reconheço pode chegar a incomodar a outros em dados momentos, justo porque nós criaturas humanas estamos por todo o tempo fantasiando.

Estas sempre foram alvo de meu fascínio, exatame…

Uma lágrima e nada mais

foto: portaldaclube.globo.com

Transito pelo menos quatro vezes por dia pela rodovia que liga Ponta de Areia ao centro de Itaparica e pelo menos duas vezes pela entrada do Mocambo, e em todas elas fico me perguntando:

- O que é isso ?!

Os buracos são históricos e os reparos executados pelo governo do estado um verdadeiro "me engana que eu gosto" incapaz de durar por duas pancadas de chuva mais forte. Que perda de tempo e de dinheiro público, e se não bastasse ainda enviam um número absurdo de funcionários que passam a maior parte do tempo previsto para o trabalho batendo papo e mexendo com as meninas que passam pelos locais.

- E aí, não deveria existir uma fiscalização por parte da prefeitura da cidade?

Esta mesma pergunta, me fiz em relação à empresa encarregada dos serviços do PAC, que por onde passou devastou e ficou por isso mesmo. Onde estão os senhores ilustres vereadores, que parece que estão cegos às evidências, surdos aos apelos e insensíveis quanto a degradação de nossa …

Por toda uma vida

São cinco horas, e como estamos em pleno inverno baiano, o calor tirou-me da cama mais cedo e já estou, aliás, como nas demais manhãs, escrevendo. Este na realidade é o horário que mais aprecio, justamente porque posso desfrutar dos sons da vida natural sem qualquer interferência de outros sons sistêmicos. Agora, por exemplo, não preciso olhar pela janela para saber que o dia esta amanhecendo, simplesmente porque os pássaros me comunicam aumentando seus cantos, que misturados a outros tantos, mais parece uma orquestra muito bem ensaiada.

Acordar, portanto, bem cedinho, passou a ser mais que um hábito diário para se transformar paulatinamente em um exercício cotidiano extremamente gratificante, onde tenho a oportunidade de me preparar para vivenciar horas a fio de um dia que pode ser com certeza um enorme desafio pessoal. E pensar sobre isto , pode ser assustador, contudo, olhando por um ângulo estimulador, é bom pensar que estou viva, então todo o restante passa a ser mero detalhe que …

Reconhecendo o medo

foto: www.umtoquedemotivacao.com

A sensação do medo é muito mais que uma emoção poderosa, pois é capaz de gerar inúmeras outras altamente danosas ao sistema físico/emocional de qualquer criatura.O medo é uma vibração sensitiva permanente, originada de uma lógica racional absolutamente natural, que a criatura humana ao longo de sua história vem distorcendo e adaptando-a à sua vivência social.Por ser de origem natural, dificilmente é compreendida em sua essência e no controle que exerce sobre a criatura, tirando dela justo a naturalidade de suas reações frente ao espetáculo de si mesma, impedindo-a de enxergar-se de forma autêntica e levando-a a não proteger-se contra as não afinidades, mas tão somente colocando-a na defensiva sem que haja uma lógica que justifique todos os seus anseios, induzindo a criatura a desenvolver sentimentos absolutamente desnecessários, por serem exacerbados em suas expressabilidades, até mesmo quando os propósitos são para ela aparentemente justificáveis de se…

RECEBER, FILTRAR, ARMAZENAR E DISTRIBUIR

Quando somos capazes de registrar o nosso dia anterior e nos prepararmos em projeções para vivenciarmos o dia que está começando, vamos aprendendo a identificar nossas passadas posturais e a encarar nossas atitudes emocionais, analisando-as e buscando com esse exercício melhorias de desempenho.Passo a passo, vai-se aprendendo, ao longo deste exercício diário, a identificação quase que imediata de falhas posturais e desnecessidades emocionais, assim como o poder pessoal de recuperação equilibratória.Este exercício transforma-se em um hábito saudável, tornando-se indispensável, porque proporciona também um profundo bem estar. A cada escrita matinal, a certeza de que não se está sozinho vai tomando a dimensão de um amparo acolhedor, sem rosto, sem figura determinada, mas absolutamente real, porque é sentido por completo.Estas margens de proteção existencial, aos poucos passam a acompanhar a criatura ao longo de seu dia vivencial, e sem que haja um momento determinante, a criatura se habi…