sábado, 5 de julho de 2014

POR QUE ME SINTO TÃO CANSADA?

Reconheço que não é nada fácil, ser original e verdadeiro, principalmente nos dias atuais em que expressar com transparência modos de pensar pode dar cadeia, processo e até morte, afinal, ser politicamente correto é a tônica maior, assim como ser individualista, deixou de ser uma inerência da sobrevivência humana para se tornar o foco alimentador de sentimentos e emoções a nortear todo o estereótipo existencial das pessoas.
Cruz credo, às vezes fico tão desanimada, mas logo reajo, pois creio que até o desânimo é estimulador contra a inércia da acomodação que camufla as intenções de nossas mentes fugidias da responsabilidade constante à nos cobrar que somos os únicos responsáveis por nós mesmos e, portanto, não nos é dado o direito de cometer erros, e expressar nossos sentimentos é um ato de risco pelo qual não estamos devidamente preparados, já que nele estão embutidos os “cojónes” para o enfrentamento das naturais consequências. Então, vamos camuflar, não é mesmo?
Camufla-se desde o bom dia, que deixou de existir como uma saudação de autêntica satisfação consigo, no encontro com o outro, até no eu te amo, que para sobreviver depende de tantas circunstâncias que acaba se perdendo na essência das intenções.
Enquanto isso, vamos nós, os poetas e pensadores, tolos escrevinhadores deste universo sem fim, seguindo nossos caminhos entre encantos e desencantos desta humanidade criativa, mas quase sempre muito emburrecida de seu próprio valor.
ALELUIA SENHOR!!!
São 7 horas da manhã e eu, já aqui , neste sábado de solzinho ainda tímido, desejando a você um dia lindo, repleto de vida e abastecido de muito amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário