Pular para o conteúdo principal

Postagens

“O CORTIÇO”

Para melhor compreender a política que nos cerca, um dos caminhos é ler o cortiço de Aluísio Azevedo, pois, atendo-se basicamente na vaidade e ganância dos personagens, poder-se-á inserir na narrativa os espetáculos tristes e mambembes de cada recanto de nosso país varonil, onde rusgas e ameaças se confundem, jamais chegando a uma conclusão que se transforme em benécias ao povo, tão somente para os paladinos de um suposto bem contra o mal. E aí, todo e qualquer olhar apaixonado de defesa ou posição partidária se desfaz na absoluta constatação que em se tratando de política e políticos, não há ingênuos ou fracos e que todos, sem exceção, transformam-se em déspotas tão logo chegam ao poder, mesmo tendo a aparência mansa e rótulos de bondade, abrindo espaço para uma reduzida, mas ferrenha, tribo de fiéis escudeiros. E então, perceberás que política é como uma peça teatral sobre um “cortiço”, onde o pior da natureza humana se escancara e se camufla, portanto, não havendo lugar para principi…
Postagens recentes

ACORDEI

Não são sequer cinco horas da manhã e minhas emoções já pululam, como se fossem pererecas no brejo, sorvendo ruídos e aromas que bem sei, serem sempre diferentes a cada amanhecer. Um bom dia para você também.

EU SÓ QUERIA ENTENDER.

Por que alguns gestores realizam muito e outros não? Por que o dinheiro público aparece em obras sem prejudicar as demais demandas corriqueiras das cidades e, em outras, tudo é pífio ou, no mínimo, difícil de aparecer? Há de se pensar e medir os valores recebidos, afinal, cada município tem sua própria receita e sua lista de despesas, todavia, na somatória os valores recebidos sempre são altos em ambos os casos. Penso então, que a chave da caixa preta das explicações só pode ser a bendita prioridade ao povo, razão que justifica a competência de um gestor em privilegiar gastos que tragam resultados práticos a um maior número de cidadãos. Quando se promove uma Feira Popular fixa de agricultura, todos ganham, seja a cidade no seu ordenamento, seja o feirante na melhor exposição de seu produto, seja o povo no acesso livre às mercadorias mais variadas e frescas, sem contar com a adição possível de um artesanato local. Quando se pavimentam vias públicas, além de colocar a cidade mais bonita e o…

SILÊNCIO GLOBAL

Para um povo que tem uma seleção de especialistas como os jornalistas da Rede Globo, sinceramente não vejo o motivo para que o país mantenha os Três Poderes da República. Afinal, eles sabem tudo, entendem de tudo e sabem como ninguém como fazer tudo. Lamentável é que só passaram a mostrar para nós, nos mínimos didáticos detalhes e de forma repetitiva, seus profundos conhecimentos de uns tempos para cá, pois, até então, os mestres do jornalismo nacional pouco enxergavam e menos ainda comentavam os esquemas sórdidos, que suas sabedorias e expertises investigativas eram capazes de observar e registrar nestes mesmos Três Poderes. Incrível!! São quase 24 horas depois e nenhuma dessas capacidades falou e analisou a respeito do pronunciamento do Presidente Bolsonaro, na manhã de ontem, quando da posse dos presidentes dos bancos públicos, onde elogiou o trabalho da imprensa e reafirmou seu compromisso de não privilegiar este ou aquele órgão de comunicação, estabelecendo verbas publicitarias, al…

MILHÕES QUE ASSUSTAM

Estou aqui pensando na Mega da virada e na decepção de não estar entre os vencedores, mas aí, também penso que apesar de jogar e querer ganhar, sempre que pensava no prêmio, ele me parecia uma miragem, pois não conseguia mensurar o valor real de tanto dinheiro e nem ao menos conseguia penar no que eu faria se o tivesse, pois fugia da minha compreensão. Percebi que o mesmo acontecia com outras pessoas, quando as televisões entrevistavam nas portas das lotéricas e aí, lembrei de repente de Ricardo Pessoa, Cunha, os irmãos da JBS e das dezenas de condenados que devolveram valores iguais e até muitas vezes superiores em seus acordos com a Lava-Jato e então, compreendi o porquê de ainda existirem pessoas que não acreditam que esses roubos, elegantemente chamados de corrupção, verdadeiramente ocorreram. Afinal, para essas pessoas devolverem é porque tinham e se tinham, como justificar em nossas singelas mentes, toda uma máquina governamental que nada viu e a tudo consentiu, se comparado a um …

QUEREMOS MAIS, MUITO MAIS.

A Fome e a miséria são mantidas pelos roubos explícitos que ocorrem em cada órgão do governo, começando com a nossa cumplicidade nas mais remotas, pequenas e pobres cidades brasileiras. Focamos o Rio de Janeiro , São Paulo e demais capitais e fechamos os olhos para os continuados abusos que ocorrem a meio palmo de nós. A cara de pau, o deboche e o cinismo imperam com frases feitas e insólitas que encontram o aplauso que as mantém.
Que 2019 nos ofereça o discernimento necessário de pelo menos ficarmos calados e com as mãos nos bolsos, a fim de não defendermos ladrões, disfarçados de beneméritas criaturas e a aplaudir os abusivos ladrões de cartola.
Chega de migalhas, precisamos e queremos mais dignidade para nós e para todos aqueles que nas Igrejas, Templos e Terreiros chamamos hipocritamente de irmãos.
Pátria é para ser amada e cuidada, políticos para serem eleitos e dispensados se não corresponderem na íntegra, os anseios do povo que os elegeu.
Sinto vergonha pela fome de alimentos e d…

ADEUS 2018

No meu caso em especial são tantos os adeuses que é melhor eu nem contar, opto em ficar neste que acaba daqui a poucas horas, num simbolismo de encerramento necessário, a fim de que nós, seres humanos, possamos dar uma profunda respirada, acreditando que, em seguida, chega um novo ano que nos compensará pelas perdas e danos.
Esperança, otimismo, é o que nos move e celebrar novas perspectivas é que nos impulsiona a continuar a jornada, num toma lá, dá cá, de sentimentos e emoções.
A todos os amigos restritos ao face ou aqueles cujo cheirinho e o calor de um fraterno abraço, já pude sentir, o carinho e gratidão por mais um ano de companhia, rogando a Deus que os convença nos momentos difíceis que sempre vale a pena viver, pois toda esta maravilha que é a terra e o universo, propiciam vidas e precisam das nossas vibrações amorosas para que continuem a girar, propiciando mais e mais vidas.
Um beijo na alma de todos e até 2019!