Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2012

QUE CHEIRINHO BOM...

Ah! Que prazer poder cheirar o aroma do limão e depois estreitá-lo em minhas mãos, alisando-o e novamente cheirando-o, enquanto volto do terreiro à cozinha, onde um belo pedaço de pernil repousa no aguardo do tempero.
Adoro cozinhar e adoro saborear o que cozinho, fazendo deste momento apaixonante, a minha magia pessoal que, egoisticamente, desempenho a cada dia, sem permitir dividir meu território, que tenho como sagrado, no templo de minha casa.
Hum!!!!!! Que cheirinho bom!...
E nesse trajeto entre o limoeiro e a cozinha, lembro-me da minha infância e das delícias que apreciei serem feitas pelas minhas avós e pela minha mãe, sempre dispostas com seus aventais branquinhos e seus cantarolares que me faziam crer que o que produziam era sempre muito especial, mesmo que fosse um suculento bife com batatas fritas, que igual ao delas, jamais voltei a degustar.
Estou neste instante aguando e sorrindo ao mesmo tempo e, é claro, olhando pro céu, como se assim pudesse de repente enxergá-las por en…

Convivendo com Harmonia

Penso na ética e no quanto ela é determinante em se tratando de postura e elegância pessoal que, afinal, por sua vez, determina o grau de harmonia dos relacionamentos interpessoais, independentemente da área humana em que estes aconteçam.

Existe uma enorme confusão de entendimentos entre ambição pessoal e profissional com a predisposição doentia em se atropelar as outras pessoas, com a justificativa pessoal de se estar buscando o sucesso de qualquer natureza, crendo estar em seu pleno direito, sem culpas ou remorsos e, até mesmo, regozijando-se, transformando suas posturas abomináveis, em feitos de vitória.

Impressionantemente danoso e complexo, se bem observado.

A partir desta falta de entendimento dos caminhos saudáveis que se devam seguir no percurso vivencial, as criaturas, envolvidas em suas lidas cotidianas, estimuladas por um consumismo desmedido e calcadas por uma educação doméstica e formal duvidosa, confusa quanto a valores e capenga quanto ao direcionamento ético, pois é d…

VOTO SOLITÁRIO – POR QUE ?

O caminho racional que leva uma criatura a votar, intencionando o melhor para si, sua cidade e conseqüentemente para o outro que é o seu vizinho ou até mesmo aquele, cujo rosto lhe é desconhecido, é o da conscientização de que não há benefício apenas pessoal que seja eficaz e constante.

Ou seja:

Nesse momento seu voto pode lhe beneficiar momentaneamente ou por quatro anos ou até o final de sua vida se o benefício que o candidato lhe auferir for financeiro, através da garantia de um emprego, mas ainda assim, este benefício não o resguardará dos imprevistos que a vida no seu cotidiano, fatalmente apresenta, levando-o a necessitar em um momento de emergência de um atendimento médico por exemplo, de um sistema de segurança eficaz, de um ir e vir menos penoso e tantos outros aspectos que de repente, percebe-se que sem apoio de uma gestão séria e comprometida com o bem estar constante da população, não será possível viver com dignidade.

É exatamente isso que ocorre em Itaparica e em inúmer…

Refletindo...

Nesses tantos anos de escritas, já discorri sobre todas as emoções que fui capaz de detectar primeiro em mim, depois nas outras pessoas, e preciso reconhecer que por mais que eu pesquise, mergulhe em mim mesma ou me debruce diante das evidências comportamentais que se apresentamdiante das minhas sempre atentas observações, pouco ainda posso dizer que sei deste universo tão diversificado e rico em disfarces e camuflagens que é o ser humano com suas emoções na convivência com o tudo mais que o cerca.
Nós criaturas humanas em relação a nós mesmos somos ainda mais confusos, pois transformamos a relação razão e emoção em uma relação sempreimpiedosa, camufladaatravés de posturas auto indutivas e justificáveis quanto à necessidade de sobrevivência, seja emocional ou racional, fechando assim um ciclo de pseudoproteção, que na realidade somente promove um constante duelo intimo que ao ultrapassar nossos limites de tolerância, deixamos extrapolar aos demais, na realidade, buscando inconscienteme…

MEU PAI

Senhor Hiltom Carvalho,
meu pai, meu amor, hoje completa 100 anos.Durante 86 anos, esteve nesta expressabilidade de vida e depois passou a ser uma energia vibrante deste univerno fantástico. Com ele convivi 53 anos, sentindo seu cheiro, ouvindo sua voz e tendo o direito de tê-lo bem juntinho em um convívio alegre e farto de tudo.. Ainda hoje, 12 anos depois de ter-lhe dito "até logo", ainda posso senti-lo, ouvir suas histórias, assim como lembra-me do profissional  e homem digno e respeitoso que deixou para mim parâmetros inestimáveis.
A lealdade e a generosidade a família e aos amigos, foi a herança maior deixada aos filhos

DE QUE SERVE MESMO?

Dentre os horrores possíveis de serem enxergados por qualquer olhar desavisado ou curioso, as imagens bonitas são as capazes de estruturar, amparar, protegendo a mente de invasões desnecessárias, porque, afinal, de que servem mesmo o feio, o pegajoso e o absurdo?

De que servem mesmo, o mesquinho, o arrogante e o pernicioso?
De que servem mesmo a decadência, a miserabilidade e o absolutamente destrutivo?
Desnecessário é quando se oferece ao racional, o ilógico do comportamento humano, mazelando-se sem propósito algum, o processo evolutivo de absorção formatador que ocorre naturalmente, apto a receber por todo o tempo subsídios externos que determinam a elaboração cognitiva de parâmetros comportamentais.
A genética é determinante quanto às características físicas e neurológicas, mas totalmente alheia aos rumos que são oferecidos no percorrer do exercício vivencial, ficando como abastecedor emocional o ambiente do universo, no qual, a criatura humana se encontra inserida.
Então, selecionar ta…