sexta-feira, 24 de agosto de 2012

ESPETÁCULO...BONITO DE LINDO!



Este friozinho gostoso que vem acompanhado do escarcéu dos grilos, do aroma que o orvalho provoca nas plantas, e se não bastasse tudo isso, ainda ouço uma profusão diferenciada de cantos, claro, dos pássaros, disputando espaço, marcando presença, exibindo-se, e eu, então vaidosa, induzo-me a crer que todo esse espetáculo é só para mim.

Por que, não?

 Através da janela, vejo o tímido, mas determinado, sol de inverno. Ele não pede passagem e sem qualquer cerimônia, vai se fazendo presente, transformando os seus reflexos em divinos pinceis que, maravilhosamente, matizam as folhas, as flores e as minhas emoções.

Fecho os meus olhos e ainda embalada pelas sensações que meus sentidos captam, sou capaz de enxergar, cada qual em seu universo de época e de situação, os amores que cultivei e que, cuidadosamente, reservei em mim, transformando meus instantes que ora descrevo em forma de doces recordações  em um completo espetáculo de vida e de liberdade.

 Que posso querer mais neste amanhecer de agosto, se tudo é “bonito de lindo”?

Nenhum comentário:

Postar um comentário