domingo, 30 de setembro de 2012

E AÍ?


 
Quem  vive um amor como um todo, recheado de emoções, esquece essa coisa do tempo, fazendo dele uma  marca, um registro permanente na mente e na alma, resgatando os momentos de  fascínio, rotina gostosa das grandes  e estonteantes, paixões..

 Pois nos delírios que  acompanham os ais, são sentidos o sabor, o cheiro e o bendito toque, impossíveis de serem esquecidos...
E entre uma lembrança e outra, o amor permanece, sem jamais deixar de ser .
Sem  perder  o viço, o agito, que envolve e que dá prazer..
E neste bailado de lembranças, sua imagem surge doce, desponta leve e me faz voar.
Como uma borboleta dourada, um pássaro encantado, uma brisa e tudo o mais.
Como esquecer lembranças, que me fazem tão bem?
Como esquecer o seu sabor, se provei  e quero mais?
Como esquecer  o seu cheiro, com o qual me deliciei?
Como esquecer o seu abusado toque, que estremecida, ah! Meu Deus...
Eu adorei?
Como então, não ser feliz?
Como esquecer esse atrevido, arredio e perigoso, mas tentador e imenso, amor?
E  aí...é só lembrar, podendo até  mesmo ,imaginar...

 Mas para você que  deseja muito, um abusado e grande amor, rezo para que o seu  domingo seja de paz, mas com frenéticas emoções, desejando até que um certo alguém, com a voz emocionada, ligue e lhe pergunte de forma abusada:   
_ E aí... Vamos viver um grande amor?

Nenhum comentário:

Postar um comentário