quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

QUE TAL NOS INFORMAR - ILHA DO MEDO

Estou nestes dias somente ouvindo e vendo algumas poucas expressões de nossa sociedade falando e se reunindo e até convocando através das redes sociais o povo para invadir a Câmara de Vereadores para impedir a venda da ILHA DO MEDO. Foi publicado inclusive as assinaturas dos vereadores aprovando a lei no mês de janeiro/2017, sendo o vereador Adelmo o único que não assinou. Como cidadã e comunicadora na Rádio Tupinambá FM, sinto-me confusa com a falta de informações mais explícitas e, portanto, esclarecedoras, crendo que assim como eu, a maioria do povo gostaria de saber: 1 -Por que só agora este assunto está tomando a atenção das demais autoridades, chegando inclusive ao Deputado Marcelino Galo, que já está tomando as devidas providências para impedir que tamanho absurdo seja concretizado? 2 - De quem os vereadores titulares do projeto de lei receberam tal proposta e quais os interesses envolvidos em 2012 ? 3 - Quais os argumentos utilizados por eles, que levaram os demais edis ao convencimento e prosseguimento no projeto? 4- Por que o vereador Adelmo de Assis, único que não aderiu ao projeto, não levou a público com a expressabilidade que se fazia necessário, tão logo recusou-se a assinar, fosse lá o que fosse? 5 -Como durante quatro anos este assunto não entrou em pauta nas sessões públicas com discussões e explicações detalhadas que certamente, dariam embasamento aos argumentos que justificaram sua aprovação? 6 - Como de repente, vereadores notoriamente em posições políticas contrárias, celebram um acordo desta natureza, sem que haja, no mínimo polêmicas públicas, já que as sessões também são transmitidas em tempo real pela Rádio Tupinambá nas quintas feiras em suas sessões de plenário? 7 - Por que não está sendo divulgado ou pelo menos comentado sobre os interessados na referida compra, preço oferecido, assim como os benefícios que esta venda traria para a cidade e seu povo? São muitas as outras perguntas que poder-se-ia fazer, não só aos excelentíssimos vereadores, alguns inclusive não reeleitos, que viessem a nos oferecer mais detalhes desta "fantástica iniciativa" que apenas agora chega ao conhecimento de autoridades e personalidades que lutam pela preservação dos patrimônios da terra, inclusive tombados como é o caso presente da ILHA DO MEDO. Enfim, chega a dar medo, quando penso que todos os absurdos que foram feitos em nosso país embasaram-se em Leis, políticos, empresários, numa concordância assustadora, o que me faz também pensar que nada disso estaria acontecendo se os interessados na compra já não tivessem a certeza absoluta de que nada e nenhum outro órgão seria capaz de colocar qualquer obstáculo a sua conclusão. Quatro longos anos e justo numa transição de poderes, aprova-se lei ? Certamente a população de Itaparica, no que me incluo, merece muitas explicações. Afinal, só queremos entender? Não é mesmo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário