sábado, 30 de maio de 2015

LUTO

LUTO
Assim, como se fosse de repente, tudo se apaga e por mais que tenhamos recursos espirituais e filosóficos, nos dobramos e nos tornamos absolutamente frágeis, quando a aparente súbita morte, surge em meio aos nossos sentimentos de amor, amizade ou de uma tão somente, admiração.
Existe uma recusa psicológica, uma negação física, quanto ao certo e indeterminado momento em que, simplesmente, tudo se apaga, restando apenas lembranças limitadas ou absolutamente profundas, onde as lágrimas da saudade, não conseguem alcançar.
Ontem, a Ilha de Itaparica deixou de ter em seu convívio um ser humano maravilhoso que em parceria com sua esposa e parceira de ideais, Diulina Ribeiro Miguel Silva, enriqueceu de luz e paz o ar de todos nós com suas vibrações harmoniosas. Todavia, por crer que as energias não se apagam, curvo-me sensibilizada à certeza de que entre nós, permanece.
O Jornal Variedades e a Rádio Tupinambá, através de seus diretores e funcionários, estendem seus pesares aos familiares e amigos do Dr. Joston Miguel Silva


Nenhum comentário:

Postar um comentário