domingo, 16 de novembro de 2014

BOM DIA!!!!

Hoje é domingo, pé de cachimbo e como a maioria, nada tenho à fazer, além de nada, absolutamente, nada, se assim eu desejar.
Como de rotina, que diga-se de passagem, adoro e não trocaria por nada, sento-me diante do computador, não sem antes deixar o caderno e a caneta ao meu lado por sobre a mesa que, aliás é a da sala de jantar, afinal, é a mais próxima de meu jardim e de onde, e vocês já sabem, pois já escrevi mil vezes, sou capaz de enxergar meu jardim, minhas flores e minhas frutas, sem precisar de muito esforço, sem contar que posso dimensionar os cantos de meus pássaros, neste reduzido, mas adorável recanto,que chamo de meu.
Hum!!!!
Ninguém tem nada, meu bem
A não ser que tu também
Estejas sempre à sonhar
Pois, os sonhos são os mais profundos,
são como poços, bem fundos
que a dor, não pode alcançar.,
Pronto, já fiz uma poesia, como um vício que me acompanha e me ajuda por todo o tempo, principalmente se tenho que tomar decisões, mesmo as mais pequeninas, mas que não sendo rotineiras, me fazem coçar as madeixas.
Será que ainda falam assim...?
Deixa de ser antiga, mulher, pois nem no tempo de tua mãe, falava-se mais assim....
Penso então que sou maluca,
meio tonta talvez,
pois enquanto todos dormem,
converso comigo mesma,
num papo que não tem fim.
Só rindo de mim mesma, como aliás sempre fiz...
Neste domingo chuvoso, meio sem graça ou tristonho, recorro às muitas fantasias, que sempre alegraram meus dias.
Para vocês meus amigos do face e dos caminhos reais, um abraço apertadinho, seguido de muitos beijinhos, pois sem abraços e beijos, não há um dia que valha, um instante que compense.
Hoje é domingo, pé de cachimbo
Eu estou viva e você também!!!!!!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário