quinta-feira, 3 de setembro de 2015

VAMOS QUE VAMOS




O dia está amanhecendo e posso escutar o galo a distância e todos os benditos sons de seu despertar.
Respiro fundo, tentando me acalmar, mas reconheço a ansiedade que desta vez, não é perniciosa, apenas o sinal da mente sobre o corpo para não me deixar esquecer de que, hoje é um dia especial, melhor que todos os demais que eu poderei vivenciar, porque, afinal, estarei realizando um sonho antigo de poder adentrar nas mentes de outras criaturas, levando com ternura, toda a gratidão que fui acumulando em mim ao longo da vida, pelo tudo de bom que fui agraciada.
Nada me faltou, tudo me foi oferecido e nem sempre consegui ter olhos límpidos para enxergar, mas ainda assim, esta vida generosa, insistia e logo, uma luz se fazia presente e, então, eu passava a enxergar com nitidez e um novo milagre acontecia em minha vida.
Amanheço agradecendo ao Deus que, há muito, reconheço que reside mim, pela alegria de ainda estar viva e realizando sonhos.
E se pareço piegas, peço que me perdoem, mas estou feliz demais para me preocupar com detalhes.
Para todas as pessoas que estão pertinho de mim ou aparentemente longe, torcendo por mim, com o apoio de suas vibrações, quero que saibam que só estou realizando este velho sonho, porque jamais desisti de tentar, assim como jamais deixei que as perdas, que foram muitas, fossem mais poderosas que a minha vontade voluntária de viver e ser feliz.
Vamos que vamos, pois o Ferry, não espera.

Nenhum comentário:

Postar um comentário