sábado, 4 de julho de 2009

Redescobrindo os Sentidos


A reeducação vivencial,visa buscar o equilíbrio através do conhecimento de si mesmo, afinal é preciso que a criatura não ignore a certeza absoluta de que o seu corpo, a sua mente e o ar que ela respira são seus únicos parceiros permanentes, literalmente inseparáveis em sua jornada de vida.
O despertar do vínculo interativo e conciente com seus próprios recursos deve ser acompanhado do estímulo às atividades sensitivas, tornando-se fundamental quanto aos resultados positivos da busca harmoniosa de uma vivência mais adequada às suas próprias necessidades.
Os exercícios respiratórios passam a ser prioritários, na medida em que são os únicos meios práticos, naturais e instantâneos de se proceder as faxinas emocionais que se refletirão na totalidade da criatura como um todo.
Os efeitos são imediatos e, a partir daí, automaticamente, todas as energias universais encontrarão canais circulatórios menos obstruidos, proporcionando um fluxo mais harmonioso entre o RECEBER e DOAR, ou seja: INSPIRAR E EXPIRAR.

Um comentário:

  1. Maria Cristina Moura10 de julho de 2009 04:19

    Concordo com voce plenamente,em questão de saúde,temos provas de que o ser humano ,não tem consciência da coisa mais simples da vida ,respirar o ato natural de inspirar e expirar,e o quanto este ato é importante para alimentar, levar o oxigênio ao cérebro e às incontáveis células do nosso corpo.Somos responsáveis por este equilíbrio.
    Esquecemos até, de agradecer a Deus o que Ele nos deu de graça, sem ao menos pedirmos como:olfato,audição,paladar,tato,visão,quando muitos não os tem...Precisamos sim nos amar ,dar valor às pequenas coisas que fazem a diferença.

    ResponderExcluir