sábado, 26 de março de 2016

VÁ CISCAR EM OUTROS TERREIROS

Ciscar é o mesmo que esgaravatar o solo em busca de alimentos, mas popularmente é o mesmo que dizer: “sai da minha vida, me erre, me poupe ou coisa parecida”.
Há vinte e poucos anos atrás, escrevi “Os pássaros”, onde fiz analogia com o meu universo pessoal, satirizando situações, emoções, sentimentos e pessoas que o compunha, num desabafo amargo de uma mulher cansada da hipocrisia que a cercava, deixando revelar sem qualquer reserva  a ânsia louca, não de fugir, mas de seguir caminho na busca de terreiros mais verdejantes.
Voa passarinho, voa.
O voo é para quem quer voar
Não sei se minhas asas aguentam
O voo que quero dar.
Superados os medos,
 Bati minhas asas e voei
E em meio a tantos voos
Encontrei a vida e me apaixonei.
E hoje, depois de tantos voos fascinantes
Recuso o meu farto chão aos incautos
E mando ciscar noutros terreiros...

Nenhum comentário:

Postar um comentário