segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

COMO UMA IGREJA
O galo insistente canta à distância e, até o momento, nenhum pássaro ainda chegou para a iniciação de um novo dia, mas eu estou atenta aguardando num ritual diário e, enquanto aguardo, penso e repenso na vida também num ritual matinal que durante décadas tem servido de tarefa escolar de aprendizado cotidiano, onde tenho tido a oportunidade de refletir em minhas próprias atitudes, convencendo-me por todo o tempo que jamais poderei deixar de estar amorosamente vigilante, pois a força do sistema é poderosa e sempre pronta a me arrastar para o ilógico folclore do apenas ter.
Fui aprendendo com os pássaros e a natureza de um modo geral que a mais importante tarefa que eu deveria ter no exercício diário de viver, seria ministrar a mim mesma, cortando arestas desnecessárias que certamente me impediriam de simplesmente viver, abraçando cada instante com entusiasmo, beijando cada milionésimo de segundo com paixão de quem reconhece o verdadeiro valor de estar existindo.
Penso, assim, que sou como uma Igreja e que em meu interior, preciso guardar o meu Deus zelosamente, para que então, tudo e todos, incluindo eu, que em mim adentrar, encontre o consolo e se sinta em paz.
Tarefa difícil, aparentemente impossível, mas que aos poucos fui reconhecendo como agradável e plausível, pois foi fazendo de mim, um serzinho menos pesado em minhas passadas, foi tirando de minhas caminhadas, “aquelas pedras” aparentemente intransponíveis e por incrível que possa parecer, tem plantado flores e frutos nas margens de meu rio existencial, que, afinal, me alimentam e perfumam.
Mais um ano está chegando ao fim e o próximo já bate à porta e tudo que eu preciso fazer é abri-la com um largo sorriso, deixando o carinho do Deus que reside em mim, abraçar e beijar com verdadeiro fervor os novos tempos que o Ano Novo sempre traz consigo, possibilitando a mim uma sempre surpreendente renovação, por que, afinal, ele é a vida que é sempre, indiscutivelmente, bonita, irresistivelmente, bonita, apaixonadamente, bonita.
Viva 2016!!!!!
Viva eu e você que estamos vivos!!!!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário