segunda-feira, 9 de abril de 2012

QUE COISA HEIM!


QUE COISA HEIM!



Quando, ainda na cama sou dominada por uma avalanche de pensamentos, que em velocidade  extrema se forma em minha mente ainda sonolenta, não me resta, outra alternativa, se não levantar-me e, escrevê-los em uma tentativa árdua de organizá-los, com a consciência plena de que, jamais conseguirei ser  fiel ao original que me foi apresentado creio, como presente de um inconsciente armazenador.

Penso então, que não sou capaz de ter domínio total sobre a vontade voluntária de minha mente, já que ela teimosa me faz escrever sobre os comportamentos políticos, dos quais eu havia jurado a mim mesma, afastar-me, pois incomoda e faz doer, além de acarretar enormes prejuízos ao bolso, naturalmente quando não somos capazes de tirar qualquer tipo de vantagem pessoal, por possuirmos, uma  tal de ética, ora em desuso, mas que se foi bem apreendida, dela não somos capazes de nos afastar, tornando-se uma segunda pele, sensível que funciona como um sinalizador postural.

E ai, sabedora de que os valores  que me foram oferecidos, estão sendo ultrapassados sistematicamente por uma miscelânea de conceitos oriundos de culturas diversificadas que ao se encontrarem se reciclam automaticamente e se adaptam aos interesses pessoais, havendo, portanto, nos dias atuais tantas formas de aplicabilidades posturais quantos interesses, uma pessoa pode vir a possuir em sua existência, recuso-me a expor-me , pois sei de ante mão que estarei sendo no mínimo ridícula em minhas colocações, antiga com os meus conceitos e pior,sufocada em meus ideais.

Fazer então, o quê, se não consigo, fechar os olhos, mudar de posição e simplesmente voltar a dormir?

São seis horas de uma manhã ainda muito encalorada, e aqui estou na solidão própria dos que  se recusam a deixar de pensar no bem comum, em uma luta titânica entre minha mente  abastecida de fatos e versões e um racional repleto de argumentos ponderativos que avaliam por todo o tempo suas possíveis validades.  

Que coisa heim!!!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário