terça-feira, 18 de agosto de 2015

DESABAFO


 O caseiro do meu vizinho, resolveu fazer uma festa que começou ontem as 13,20 da tarde, parou a 1,30 da manhã, recomeçou as 7 horas de hoje e até agora, a música estridente, no volume mais alto de um automóvel, com equipamento potente, simplesmente não para. Não conseguimos sequer ouvir uma TV. Estou absurdamente desorientada com todo este abuso e sem esperança de receber alguma ajuda, pois não temos uma autoridade sequer que verdadeiramente cuide desta cidade e de seus cidadãos nos seus direitos supremos de ter paz e se sentirem protegidos destas pessoas desrespeitosos que usam e abusam dos demais.
O nome do caseiro é Roque e eu deixo aqui o meu desabafo, já que nada posso fazer, sem correr o risco de ser maltratada ou ofendida, pois é prática destes mal-educados, contarem com o apoio de algumas autoridades públicas que assim como eles, desconhecem o respeito aos demais, haja visto a criação de cavalos que o outro caseiro mantém na rua, assim como as vacas de um outro. Assim, usam não só da piscina e das instalações das propriedades de seus patrões, como da via pública, deixando como legado as bostas que são capazes de produzir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário