sábado, 9 de fevereiro de 2013

VISÃO DO INFERNO
O lixo se apresenta na calçada diante da Praça da Quitanda, envergonhando os cidadãos conscientes e verdadeiramente preocupados com a cidade. É chegada a hora da Prefeitura fazer valer sua competência e exigir dos comerciantes locais que acondicionem o seu lixo devidamente, como por exemplo, em lixeiras do tipo de ferro e suspensa, afinal, unirem-se para comprarem uma lixeira para uso comum, não custa nenhuma fortuna e ainda por cima, demonstra civilidade e educação comunitária, além de dar força individual para que, se necessário, procedam reclamações quanto ao recolhimento sistemático. Almoçar, tomar cerveja, comprar roupas, fazer cooper, pescar ou simplesmente passear em meio ao cheiro e a visão do lixo que divide espaço de forma negativa, com o quadro bendito do mar que se descortina majestoso é no mínimo, um desrespeito consigo mesmo e com o tudo mais.
O mesmo deveria valer para todo comerciante que utiliza praças e calçadas públicas, independentemente do ramo comercial que explore, pois direitos só podem ser exigidos se a eles, estiverem atreladas as obrigações, devidamente cumpridas.
Cidadania é simples como um "bom dia", depende apenas de educação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário